sexta-feira, 8 de julho de 2011

O ciclo da frutificação masculina. Ou como estão destruindo a verdadeira imagem do homem.



Olá amigos, hoje vou falar um pouco sobre a perda de masculinidade que muitos homens perdem no decorrer das suas vidas por serem constantemente assaltados com estereótipos subliminares e distorcidos sobre o que é o homem e como o homem se comporta. Existe um ciclo de desmasculinização do homem e a cada geração ele está ficando mais forte, através de modelos culturais a serem atingidos, homens estão sendo diluídos a seres emasculados e submissos, enquanto essas não são as verdadeiras características masculinas.

O ciclo da desmasculinização 

"É assim que um homem deve parecer? Esse é o referencial do homem na juventude?"

Nós homens enquanto crescemos somos aconselhados com frases do tipo; “Seja você mesmo”. Obviamente esse conselho se prova inútil porque o “ser você mesmo” é justamente o problema! Vivemos anos com péssimo treinamento social sob a guarda do feminismo, logo o “eu” do garoto é desenvolvido sobre um conglomerado de regras conflitantes, ideais ilusórios, relacionamentos pouco saudáveis e comportamentos sociais não atrativos. 


Obedecer às mulheres a qualquer custo e esperar resultados de filmes de comédia romântica demonstra bem a desilusão do homem desmasculinizado do século 21.

Ser “eles mesmos” não vai resolver o dano feito a sua identidade de gênero. Os homens de hoje em dia não possuem referenciais competentes de como ser, agir e pensar de forma verdadeiramente masculina. Pelo contrario, graças a estúpidos sexólogos, formadores de opiniões alienados pelo feminismo e homens “moderninhos”, nossos garotos não tem uma visão apropriada sobre o que é e os faz um homem de verdade. Estão sendo ensinados a serem vaidosos, narcisistas, emotivos e submissos. Enquanto ficaram esquecidas em algum canto as competências masculinas tais como a força, a coragem, a garra, a liderança e o senso de proteger e dominar.

A cultura atual moldou os homens sob o modelo do impotente “bonzinho”. Constantemente desperdiçando seu tempo e seu dinheiro tentando atrair a atenção de mulheres que nunca são recíprocas o homem bonzinho ganha no máximo à medalha de “melhor amigo”. E mesmo as mulheres que dizem que preferem os bonzinhos nunca os vêem verdadeiramente dentro de um contexto sexual ou romântico, apenas dizem isso para perpetuar a escravidão emocional do “miguxo”.

Essa tendência social tóxica vai sendo passada cada vez com mais força a cada geração, que provavelmente chegará uma hora que o modelo do homem bonzinho e submisso vai ser aceito universalmente como papel masculino. Sendo que nossa sociedade inteira foi construída por homens que não eram assim.

O homem autoritário e liderante perdendo a batalha

"Hoje em dia a mulher que se submete a um homem, corre o risco de ser crucificada pelas feministas"

Os poucos homens que se recusam a serem desmasculinizados, emotivos e submissos como os atuais, que exigem respeito das mulheres e impõem regras em um relacionamento são ridicularizados como “conservadores” e “misóginos”. A mulher atual tem plena liberdade em se negar à autoridade masculina, pois os homens bonzinhos e desmasculinizados existem em uma proporção muito superior ao homem autoritário. Logo as mulheres sabem que pra cada homem autoritário existem 100 capachos submissos prontos para aceitarem todos os comportamentos duvidosos e imorais delas.

A mídia e as tendências sociais estão moldando um novo tipo de homem. Esse homem é feminilizado, é emotivo, é submisso e não toma partido de nada.
Seriados e filmes já estão a anos mostrando os homens como babacas, desajeitados e medrosos enquanto as mulheres sempre aparecem para “salvar” o namorado bobão. No aspecto estético temos como exemplo os “colírios da capricho”, onde milhares de garotos estão sendo induzidos a aceitarem um aspecto estético totalmente desmasculinizado, onde parecem verdadeiros andróginos sociais. Um homem não parece com aquilo.

Esse caso da revista capricho é um bom exemplo de como existe um propósito de como “eles” julgam que deve ou não deve parecer um garoto (que vai virar um homem). É um exemplo claro do ciclo da frutificação do homem. Para entender melhor o caso de manipulação e distorção da figura masculina segundo a capricho cliquem neste LINK

O post de hoje serve para mostrar, que existem “forças maiores” que estão demonizando e desmasculinizando o homem atual. Para que e o porquê eu não sei exatamente, só sei que isso ocorre.

Como não temos referencias sinceros e verdadeiros do verdadeiro papel masculino atualmente tudo que nos resta é pesquisar o estilo de vida dos antigos cavaleiros, dos homens de séculos atrás, dos seus códigos de ética e conduta. Aqueles homens não estavam sendo manipulados a serem coisas que não eram. Logo o melhor referencial masculino é o passado. Não abandone sua identidade de gênero só porque o Deus capitalismo e a Deusa feminismo assim te impõem. Nós homens não somos estes babacas que mostram por ai. Cada casa, cada carro, cada televisão, cada computador e tudo mais que você vê por ai só existe porque um homem construiu ou idealizou isso em algum momento. Lembre-se disso.


  • Gostou? Clique em “curtir” para que seus amigos do facebook vejam também.
  • Tweet este post!
Atualmente estou participando ativamente em uma comunidade do Orkut com ótimos níveis de reflexões. Para quem quiser observar ou participar dos tópicos segue o LINK

Blog Widget by LinkWithin

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More