quinta-feira, 9 de junho de 2011

A hipergamia feminina não é o Apocalipse. Ainda...



Olá amigos, seguindo a linha dos amigos do Canal do Búfalo hoje vou falar um pouco sobre a Hipergamia feminina.
Desde que comecei a conhecer mais sobre idéias referentes ao machismo esclarecido na Web, eu sempre me deparei com essa frase em alguns momentos: Mulheres são hipergamicas.
Hoje vou explicar pra vocês de maneira breve e direta o que seria a hipergamia feminina, mas acima de tudo porque não deveríamos ficar desesperados diante desse fato.

Mulheres sempre procuram parceiros com status mais alto que o anterior

 "Meu antigo namorado não tinha pegada, troquei por esse"

Bom isso é e não é ao mesmo tempo. Existe um senso-comum por esses lados machistas da internet que a hipergamia feminina significa que as mulheres estão constantemente querendo trocar de parceiros para um que tenha um status maior que o dele e assim irão pular nesse novo macho alfa quando a oportunidade estiver presente.


E também é senso-comum por aqui achar que a hipergamia feminina significa que as mulheres procuram sair com homens apenas com trabalhos melhores ou que ganhem mais que elas.

Isso não é exatamente o que hipergamia é.

A hipergamia explica apenas o fato do porque elas trocam de parceiros quando a oportunidade se dá, ou que elas procuram homens mais bem sucedidos que os anteriores... Mas essas duas coisas por si só não são a definição de hipergamia.

A definição mais exata da Hipergamia feminina é que simplesmente a natureza sexual feminina é atraída por homens com maiores status em relação a ela mesma, ou seja, em relação a sua personalidade e visão de mundo. E outra se ela não “avaliar o status” do homem de alguma forma, ela não se sentirá atraída por aquele homem.  O status maior pode ser uma característica dele ou varias outras subjetivas... Isso explica porque o musico desempregado pode transar com mulheres com bom emprego, mesmo que ela ganhe mais dinheiro que ele. Isso quer dizer que a “avaliação” dela pelo status maior seja simplesmente o fato dos talentos musicais dele, ou até da boa aparência dele, tirando de lado o fato de ele estar desempregado, sem carro e mesmo assim ter preenchido o instinto hipergamico dela mesmo sem ele ter um status sócio-econômico maior que o dela.

Entendem a hipergamia em ação? De fato ele tem um status maior do que os valores dela, mas nem tudo gira em torno de dinheiro ou corpos sarados. Se apenas bombados e ricos transassem a maioria de nós ainda seriamos virgens até hoje!

Outra coisa é que a hipergamia feminina não é algo incontrolável e bestial onde sempre que um homem que seja um pouco melhor que você aparecer que ela vai se jogar nele como uma desesperada. De fato isso pode acontecer, mas também pode não acontecer. Porque de certa forma a hipergamia feminina é controlável se a mulher assim desejar.

Uma mulher casada pode encontrar um homem que ative seu “senso hipergamico” e ela pode não fazer nada em relação a essa atração instintiva. Cada mulher é diferente... É inegável que a maioria guiada pelo seu cérebro de azeitona esteja fazendo varias merdas hoje em dia, mas existem algumas que não são tão baixas a esse ponto. E isso não é uma questão de “mulher-exceção” é questão de que ainda existe civilidade.
O verdadeiro problema é que a sociedade atual prega que as mulheres deveriam seguir seus instintos e ser “sinceras consigo mesmas” ou que “felicidade” é a coisa mais importante na vida dela. É basicamente uma mensagem dizendo para elas que deixem que seu instinto hipergamico tome total controle das decisões que ela irá fazer.

Entendam que as ações delas não são a hipergamia. Hipergamia descreve a base biológica para seus dispositivos de atração.

Assim como jovialidade, fertilidade, quadris largos, corpos simétricos e aparência frágil são dispositivos de atrações masculinos, a hipergamia é o principio que ativa a atração delas. Porém tanto homens quanto mulheres podem controlar suas atrações ou como reagir a elas de acordo com vários fatores, como seu sistema de crença, sua visão moral, sua habilidade de racionalizar, ou até a habilidade de deixar de lado todas essas coisas e simplesmente se entregar para sua atração se assim você desejar.

Falar que uma mulher trocou de parceiro por um de status maior porque ela é hipergâmica é não entender a questão do que é de fato hipergamia.

Hipergamia feminina não é um traço negativo delas
"O lado obscuro simplesmente existe, não é questão de ser bom ou mal, é questão que existe e temos que entendê-lo"

E também não é um traço positivo. A hipergamia feminina simplesmente é.
Para nós homens o mais importante disso é entender o que é a hipergamia e observar como elas agem de acordo com esse instinto. Observando isso, você pode determinar o caráter dela e se vale a pena gastar seu tempo relacionando-se com essa mulher, se for isso que você estiver procurando.
Se por acaso relacionar-se com ela é o que você esta procurando, entender a hipergamia e como ela funciona é a chave para ter certeza se sua relação pode ter sucesso e durar por bastante tempo.
Entender a hipergamia feminina significa que você deve manter o respeito e a admiração que ela sente por você, para que assim deixe-a atraída por bastante tempo.

Mulheres podem controlar sua hipergamia mesmo em relacionamentos, conheço uma história de um cara que levou a namorada para uma sessão de autógrafos da sua banda predileta, quando os dois estavam na fila assim que chegou a vez dele a banda assinou rapidamente a camiseta dele e o segurança o tirou na hora do local. Já a namorada dele continuou por pelo menos 15 minutos conversando com os caras da banda e depois foi pra fora ir embora com o namorado.
A questão é a seguinte, ela tinha uma queda pelo baixista da banda, e eles a convidaram para ir a uma festa particular depois da sessão de autógrafos. Era óbvio que ela ficou tremendamente atraída por ele, e que de fato o status dele era muito superior ao do namorado. Mas ela racionalizou e percebeu que mesmo que ela decidisse render-se a sua atração e ter sexo com o baixista, que ia ser simplesmente uma aventura de uma noite e que perderia o namorado pra sempre por causa disso. Logo ela voltou a foi embora com o namorado, explicando pra ele o que aconteceu. Ou seja, o instinto hipergamico dela foi ativado, mas ela o controlou. Logo não chega a ser esse monstro de sete cabeças caso a mulher tiver um mínimo de moralidade.

Para finalizar e desmitificar que as mulheres são seres controlados pela sua hipergamia, lembremos o caso do Big Brother 11. Tenho certeza que a maioria de vocês deve ter assistido ou ouvido falar pelo menos do caso Maria, Wesley e Mau-Mau do BBB. A questão é a seguinte, Wesley era mais forte, mais bonito e mais rico do que Mau-Mau (ele ia ser médico), mas mesmo assim Maria sempre continuou tendo queda por Mau-Mau. O que acontece é o que, nem só de dinheiro e status mulheres são atraídas. Mau-mau era um cara desenvolto, “bad boy”, tocava em uma banda de Rock. Apesar do status social dele ser menor que o de Wesley, ele ainda sim ativava os instintos hipergâmicos de Maria, pois poderia prover mais emoções pra ela do que o Wesley.

Máxima#6 Mulheres não gostam apenas de dinheiro, mulheres gostam da capacidade que o homem tem de prover emoções. Dinheiro ajuda, mas não é tudo.

Vocês têm mais algum exemplo da hipergamia feminina em ação? Relatos? Deixem nos comentários

--
  • Assine o feed do blog, receba os posts por email.
  • Gostou? Clique em “curtir” para que seus amigos do facebook vejam também.
  • Visite o fórum homens honrados cadastre-se já!
  • Tweet este post!



Blog Widget by LinkWithin

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More